Declínio cognitivo relacionado à vitamina D?

Níveis baixos de vitamina D estão associados a um declínio mais rápido das funções cognitivas dos idosos, particularmente em domínios como a perda de memória que estão associados à doença de Alzheimer e demência, sugere um estudo publicado no “JAMA Neurology”.

Na opinião dos investigadores da Universidade de Rutgers e da Universidade de Califórnia, ambas nos EUA, estes achados amplificam a importância da identificação da insuficiência de vitamina D nos idosos, particularmente nos grupos de elevado risco, como os afro-americanos e hispânicos, que têm uma menor capacidade de absorver esta vitamina através da luz solar. Na verdade, para estes e outros indivíduos de pele mais escura, os níveis baixos de vitamina D deveriam ser considerados um fator de risco para demência.

Para o estudo, os investigadores contaram com a participação de cerca de 400 indivíduos, 50% dos quais eram caucasianos e 50% eram afro-americanos ou hispânicos. Os participantes tinham uma média de idade de 76 anos e eram cognitivamente normais, tinham déficit cognitivo ligeiro ou demência. Os níveis séricos de vitamina D foram avaliados no início do estudo.

A investigação apurou que 26% e 35% dos participantes tinham níveis deficientes e insuficientes de vitamina D, respectivamente. Entre os caucasianos, 54% tinha níveis baixos de vitamina D, quando comparados com 70% dos afro-americanos e hispânicos.

Ao longo dos cinco anos do período de acompanhamento, os indivíduos com níveis deficientes de vitamina D apresentaram um declínio da função cognitiva e memória episódica, que ocorreu duas a três vezes mais rápido do que aqueles com níveis normais desta vitamina.

“Esperávamos observar um declínio nos indivíduos com níveis baixos de vitamina D. O que foi inesperado foi a rapidez com que os níveis baixos da vitamina D afetaram a cognição”,

revelou, em comunicado à imprensa, um dos autores do estudo, Charles DeCarli.

Por outro lado, os níveis de vitamina D não afetaram a memória semântica ou capacidade visoespacial.

“Níveis insuficientes de vitamina D estão significativamente associados a um declínio mais rápido tanto da memória episódica como da função executiva, que correspondem a risco elevado da incidência da doença de Alzheimer. Este e outros estudos sugerem que já há dados suficientes para recomendar a toma de vitamina D em indivíduos com mais de 60 anos”, concluíram os investigadores.

 

Tags: vitaminas, vitamina D, suplementos, nutrientes, tratamento

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

Location

Share:
Rate this article :
0
  • Nenhum comentário encontrado

Dicas Importantes

lave maoLave as mãos. Você pode achar isso óbvio demais, mas essa simples tarefa que fazemos durante o dia pode proteger sua saúde mais do que imagina. Muitas pessoas lavam as mãos antes das refeições e depois de usar o banheiro, mas lavá-las com sabonete algumas vezes ao dia pode reduzir as chances de ter alguma doença em até 20-30%. Mas lembre-se de manter as mantê-las bem hidratadas, usando um bom creme hidratante.

Dr. Renato Riccio

Recomendadas

Tem pessoas que acham que comer sem glúten não tem graça, não tem as mesmas…
O Astragalus é um poderoso modulador imunológico "não-específico". Ao invés de ativar nosso sistema de…
Um estudo publicado agora em janeiro no "American Journal of Epidemiology" afirma que mulheres idosas…
Este estudo sugere que caminhar poderia melhorar a qualidade do sono para pacientes com câncer…
Como costumo abordar o tema, a atividade física é muito importante para o indivíduo normal…
A vitamina C tem uma história bem fragmentada como uma terapia de câncer, mas os…
Quando se está em tratamento para o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, muitas vezes…
A diminuição da testosterona nos homens e da progesterona nas mulheres está ligada ao envelhecimento,…
Ao invés da tradicional massa com farinha de trigo e fermento, a receita abaixo leva…
O efeito da luz do sol e a produção de vitamina D já é um…
O consumo de carne vermelha em quantidades superiores àquelas tipicamente recomendadas não afeta os fatores…
Meus pacientes já sabem que eu sou fã de abobrinha. E também sou fã de…
Que tal uma tábua de aperitivos para dar um charme à sua mesa e deixar…
A falta da fibra natural necessária faz com que os microorganismos de nosso intestino comecem…
Um artigo publicado na revista "Cell" sugere que a flora intestinal pode desempenhar um papel…
O estômago está situado na parte superior do abdômen e faz parte do sistema digestivo.…
O consumo de carboidratos tem aumentado nos últimos anos nos países ocidentais, seguindo-se os conselhos…
O óleo essencial de Copaiba é um dos ingredientes antiinflamatórios mais poderosos do planeta. É…
Se eu fosse descrever a glutationa, eu diria que ela é uma molécula muito simples…
Você sabia que o pão de alho pode ser preparado em casa e numa versão…
A sopa anti-inflamatória contém alimentos desintoxicantes: alecrim, cebola, gengibre, inhame e açafrão-da-terra. Todos eles colaboram…
O grande valor deste prato é a cúrcuma, que, segundo estudos científicos, é um ingrediente…
Nas últimas décadas, a manteiga tem sido implicada como uma causa significativa de doença cardíaca. No…
É impressionante como o mundo que nos rodeia está repleto de substâncias naturais que, não…
O óleo essencial de Copaiba é um dos mais promissores novos óleos essenciais anticâncer. Isto é…
Se você está tentando prevenir ou curar um câncer, então deve focar-se em melhorar seu…
Este artigo, retirado do site do "The Thruth About Câncer", e é tão incrivelmente relacionado…
Esta salada é uma maneira deliciosa de usar sua sobra de frango ou peru. Também…
Eu fiz só com alface americana mas vai ser legal misturar rúcula, agrião ou outras…
Que tal uma salada bem tropical e com um sabor extremamente exótico? Vamos lá, então...