Fibras e sua função para o organismo

A falta da fibra natural necessária faz com que os microorganismos de nosso intestino comecem a danificar a camada natural de muco que reveste o seu interior. Isto provoca uma erosão que facilita a infecção de bactérias à parede intestinal.

A idéia deste trabalho era verificar qual o impacto da privação de fibra nos intestinos de ratos que nasceram e foram criados sem microrganismos intestinais próprios. Os animais receberam posteriormente um transplante de 14 bactérias que normalmente crescem no intestino humano. Estes achados têm implicações na compreensão não apenas do papel da fibra na dieta normal, como também na possibilidade de utilizar a fibra para combater os efeitos dos distúrbios do trato digestivo.

No estudo, foi utilizado um modelo de animal gnotobiótico (animais com uma microbiota conhecida, que são obtidos a partir de animais livres de microorganismos) e técnicas genéticas avançadas para determinar qual bactéria está presente e ativa em determinadas circunstâncias. Desta forma, foi analisado o impacto das dietas com diferentes teores de fibras e sem fibras. Alguns animais foram infectados com determinadas cepas de bactérias que causam aos animais o mesmo quadro clínico que a bactéria Escherichia coli (E. coli) provoca nos seres humanos, infeções intestinais que conduzem à irritação, inflamação, diarreia e outros distúrbios.

Nos animais alimentados com uma dieta que continha 15% de fibra, proveniente de cereais minimamente processados e plantas, a camada mucosa manteve-se grossa e a infeção não foi completa. Já quando não foi incluída fibra na dieta, mesmo que durante poucos dias, alguns microrganismos começaram a “se alimentar” com o muco. A ingestão de uma dieta pré-biótica (dieta com formas purificadas de fibra solúvel, encontrada em alguns alimentos processados ou suplementos) resultou em uma erosão semelhante do muco. Observou-se que o tipo de alimentação alterava a população bacteriana. Algumas espécies de bactérias no microbioma transplantado eram mais comuns em condições com níveis baixos de fibra e outras em condições com níveis elevados de fibra.

As quatro bactérias que cresceram mais em um ambiente com níveis mais baixo de fibra foram as únicas que produziram enzimas capazes de digerir as longas moléculas de glicoproteínas que constituem a camada mucosa. Foram identificadas mais de 1.600 enzimas diferentes capazes de degradar carboidratos, semelhante ao observado no intestino humano normal. Da mesma forma que as bactérias, a mistura de enzimas alterava-se de acordo com a dieta dos ratos, e a privação ocasional da fibra conduziu a uma maior produção de enzimas capazes de degradar o muco.

As imagens realizadas na camada mucosa demonstraram que quanto menor era a ingestão de fibra mais fina ela era. Quando os animais foram infectados com o Citrobacter rodentium, uma bactéria semelhante à E. coli, estas cresceram mais nos ratos que não ingeriam fibra. Muitos dos animais começaram a mostrar sinais de doença, perda de peso e inflamação.

Conclusão: apesar deste estudo ter sido realizado em animais, os resultados sugerem que a adoção de uma dieta rica em fibra de fontes naturais diversas é benéfica. A dieta influencia diretamente a microflora, o que pode influenciar a camada mucosa do intestino e a tendência para o desenvolvimento da doença.


 

Bibliografia:

  • Desai MS, Seekatz AM, Koropatkin NM, Kamada N, Hickey CA, Wolter M, Pudlo NA, Kitamoto S, Terrapon N, Muller A, Young VB, Henrissat B, Wilmes P, Stappenbeck TS, Núñez G, Martens EC. A Dietary Fiber-Deprived Gut Microbiota Degrades the Colonic Mucus Barrier and Enhances Pathogen Susceptibility. Cell. 2016 Nov 17;167(5):1339-1353.e21. doi: 10.1016/j.cell.2016.10.043. PubMed PMID: 27863247; PubMed Central PMCID: PMC5131798.

Abstract

Despite the accepted health benefits of consuming dietary fiber, little is known about the mechanisms by which fiber deprivation impacts the gut microbiota and alters disease risk. Using a gnotobiotic mouse model, in which animals were colonized with a synthetic human gut microbiota composed of fully sequenced commensal bacteria, we elucidated the functional interactions between dietary fiber, the gut microbiota, and the colonic mucus barrier, which serves as a primary defense against enteric pathogens. We show that during chronic or intermittent dietary fiber deficiency, the gut microbiota resorts to host-secreted mucus glycoproteins as a nutrient source, leading to erosion of the colonic mucus barrier. Dietary fiber deprivation, together with a fiber-deprived, mucus-eroding microbiota, promotes greater epithelial access and lethal colitis by the mucosal pathogen, Citrobacter rodentium. Our work reveals intricate pathways linking diet, the gut microbiome, and intestinal barrier dysfunction, which could be exploited to improve health using dietary therapeutics.

Tags: artigos, comentados, publicações, cientificas, pesquisas, microbiota

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

Location

Share:
Rate this article :
0
  • Nenhum comentário encontrado

Dicas Importantes

cebola 01Cebola - Contém compostos fenólicos e flavonóides, que são tipos de fitoquímicos que ajudam a prevenir o câncer, limpando as células dos radicais livres que danificam seu organismo e inibindo a produção de substâncias reativas que podem danificar as células normais.

Dr. Renato Riccio

Recomendadas

Tem pessoas que acham que comer sem glúten não tem graça, não tem as mesmas…
O Astragalus é um poderoso modulador imunológico "não-específico". Ao invés de ativar nosso sistema de…
Um estudo publicado agora em janeiro no "American Journal of Epidemiology" afirma que mulheres idosas…
Este estudo sugere que caminhar poderia melhorar a qualidade do sono para pacientes com câncer…
Como costumo abordar o tema, a atividade física é muito importante para o indivíduo normal…
A vitamina C tem uma história bem fragmentada como uma terapia de câncer, mas os…
Quando se está em tratamento para o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, muitas vezes…
A diminuição da testosterona nos homens e da progesterona nas mulheres está ligada ao envelhecimento,…
Ao invés da tradicional massa com farinha de trigo e fermento, a receita abaixo leva…
O efeito da luz do sol e a produção de vitamina D já é um…
O consumo de carne vermelha em quantidades superiores àquelas tipicamente recomendadas não afeta os fatores…
Meus pacientes já sabem que eu sou fã de abobrinha. E também sou fã de…
Que tal uma tábua de aperitivos para dar um charme à sua mesa e deixar…
A falta da fibra natural necessária faz com que os microorganismos de nosso intestino comecem…
Um artigo publicado na revista "Cell" sugere que a flora intestinal pode desempenhar um papel…
O estômago está situado na parte superior do abdômen e faz parte do sistema digestivo.…
O consumo de carboidratos tem aumentado nos últimos anos nos países ocidentais, seguindo-se os conselhos…
O óleo essencial de Copaiba é um dos ingredientes antiinflamatórios mais poderosos do planeta. É…
Se eu fosse descrever a glutationa, eu diria que ela é uma molécula muito simples…
Você sabia que o pão de alho pode ser preparado em casa e numa versão…
A sopa anti-inflamatória contém alimentos desintoxicantes: alecrim, cebola, gengibre, inhame e açafrão-da-terra. Todos eles colaboram…
O grande valor deste prato é a cúrcuma, que, segundo estudos científicos, é um ingrediente…
Nas últimas décadas, a manteiga tem sido implicada como uma causa significativa de doença cardíaca. No…
É impressionante como o mundo que nos rodeia está repleto de substâncias naturais que, não…
O óleo essencial de Copaiba é um dos mais promissores novos óleos essenciais anticâncer. Isto é…
Se você está tentando prevenir ou curar um câncer, então deve focar-se em melhorar seu…
Este artigo, retirado do site do "The Thruth About Câncer", e é tão incrivelmente relacionado…
Esta salada é uma maneira deliciosa de usar sua sobra de frango ou peru. Também…
Eu fiz só com alface americana mas vai ser legal misturar rúcula, agrião ou outras…
Que tal uma salada bem tropical e com um sabor extremamente exótico? Vamos lá, então...