Artigo: Duração do tempo de amamentação, suplementação de vitamina D e níveis séricos de 25-hidroxi-vitamina D

As crianças amamentadas após o primeiro ano de vida devem tomar suplementos de vitamina D para impedir o desenvolvimento de problemas de saúde, tais como o raquitismo. Isto é o que sugere um estudo publicado no “American Journal of Public Health”.

 

Darmawikarta D, Chen Y, Lebovic G, Birken CS, Parkin PC, Maguire JL. Total Duration of Breastfeeding, Vitamin D Supplementation, and Serum Levels of 25-Hydroxyvitamin D. Am J Public Health. 2016 Feb 18:e1-e6. [Epub ahead of print] PubMed PMID: 26890167.

Este estudo sugere que esta medida também seja aplicada às crianças que, além de estarem sendo amamentadas, também já ingerem alimentos sólidos. Isto é especialmente importante para as crianças do Canadá e outros países do norte, aonde há uma menor exposição aos raios ultravioleta (aqueles o organismo utiliza para produzir a vitamina D).

Apesar do leite materno conter muitos dos nutrientes essenciais para o crescimento, ele não fornece quantidades adequadas de vitamina D. O aleitamento materno exclusivo no primeiro ano de vida, sem suplementos de vitamina D, é um fator de risco conhecido para o raquitismo, uma doença que leva ao enfraquecimento dos ossos. Desta forma, a Sociedade de Pediatria do Canadá e a Academia Americana de Pediatria recomendam as crianças que estejam sendo amamentadas a tomarem diariamente um suplementado com 400 unidades internacionais de vitamina D durante o primeiro ano de vida. Contudo, ainda pouco se sabe sobre a relação entre o tempo total em que uma criança é amamentada e a vitamina D.

Um número crescente de crianças é amamentada após o primeiro ano de vida, além de ingerirem alimentos sólidos. Na verdade a Organização Mundial de Saúde recomenda a amamentação até dois anos ou mais. Para este estudo, os investigadores mediram os níveis de vitamina D em 2.500 crianças com idades compreendidas entre um e cinco anos e que estavam participando de um programa denominado “TARGet Kids”.

Este programa acompanhou as crianças desde o nascimento com o objetivo de compreender e prevenir problemas de nutrição comuns nos primeiros anos com vistas a minimizar o seu impacto na saúde mais tardiamente na vida. O estudo apurou que o risco das crianças ficarem com níveis de vitamina D deficientes aumentou seis por cento para cada mês que a criança era amamentada após um ano. Este risco podia aumentar para 16 e 29% aos dois e aos três anos, respectivamente.      

Tags: artigos, comentados, publicações, cientificas, pesquisas

Classificação Geral (0)

0 de 5 estrelas

Postar comentário

Anexos

Location

Share:
Rate this article :
0
  • Nenhum comentário encontrado

Dicas Importantes

cebola 01Cebola - Contém compostos fenólicos e flavonóides, que são tipos de fitoquímicos que ajudam a prevenir o câncer, limpando as células dos radicais livres que danificam seu organismo e inibindo a produção de substâncias reativas que podem danificar as células normais.

Dr. Renato Riccio

Recomendadas

Tem pessoas que acham que comer sem glúten não tem graça, não tem as mesmas…
O Astragalus é um poderoso modulador imunológico "não-específico". Ao invés de ativar nosso sistema de…
Um estudo publicado agora em janeiro no "American Journal of Epidemiology" afirma que mulheres idosas…
Este estudo sugere que caminhar poderia melhorar a qualidade do sono para pacientes com câncer…
Como costumo abordar o tema, a atividade física é muito importante para o indivíduo normal…
A vitamina C tem uma história bem fragmentada como uma terapia de câncer, mas os…
Quando se está em tratamento para o câncer, como a quimioterapia e radioterapia, muitas vezes…
A diminuição da testosterona nos homens e da progesterona nas mulheres está ligada ao envelhecimento,…
Ao invés da tradicional massa com farinha de trigo e fermento, a receita abaixo leva…
O efeito da luz do sol e a produção de vitamina D já é um…
O consumo de carne vermelha em quantidades superiores àquelas tipicamente recomendadas não afeta os fatores…
Meus pacientes já sabem que eu sou fã de abobrinha. E também sou fã de…
Que tal uma tábua de aperitivos para dar um charme à sua mesa e deixar…
A falta da fibra natural necessária faz com que os microorganismos de nosso intestino comecem…
Um artigo publicado na revista "Cell" sugere que a flora intestinal pode desempenhar um papel…
O estômago está situado na parte superior do abdômen e faz parte do sistema digestivo.…
O consumo de carboidratos tem aumentado nos últimos anos nos países ocidentais, seguindo-se os conselhos…
O óleo essencial de Copaiba é um dos ingredientes antiinflamatórios mais poderosos do planeta. É…
Se eu fosse descrever a glutationa, eu diria que ela é uma molécula muito simples…
Você sabia que o pão de alho pode ser preparado em casa e numa versão…
A sopa anti-inflamatória contém alimentos desintoxicantes: alecrim, cebola, gengibre, inhame e açafrão-da-terra. Todos eles colaboram…
O grande valor deste prato é a cúrcuma, que, segundo estudos científicos, é um ingrediente…
Nas últimas décadas, a manteiga tem sido implicada como uma causa significativa de doença cardíaca. No…
É impressionante como o mundo que nos rodeia está repleto de substâncias naturais que, não…
O óleo essencial de Copaiba é um dos mais promissores novos óleos essenciais anticâncer. Isto é…
Se você está tentando prevenir ou curar um câncer, então deve focar-se em melhorar seu…
Este artigo, retirado do site do "The Thruth About Câncer", e é tão incrivelmente relacionado…
Esta salada é uma maneira deliciosa de usar sua sobra de frango ou peru. Também…
Eu fiz só com alface americana mas vai ser legal misturar rúcula, agrião ou outras…
Que tal uma salada bem tropical e com um sabor extremamente exótico? Vamos lá, então...